Tecnologias para pecuária de precisão
+55 (55) 3226-4825
chipinside@chipinside.com.br

Biotecnologia eleva taxa de prenhez em mais de 10%

Calves 26hh4zf

Biotecnologia eleva taxa de prenhez em mais de 10%

Um dos grandes trunfos da pecuária brasileira é conseguir bons índices reprodutivos para manter o rebanho ciclando anualmente, garatindo um bom fluxo de caixa. Para aumentar a taxa de prenhez das propriedades, a Inprenha Biotecnologia, de Jaboticabal, SP, desenvolveu em parceria com a USP um produto que auxilia na mediação genética e na diminuição da perda embrionária.

O Tolerama é uma uma molécula recombinante solúvel em PBS, cuja apresentação depende da técnica reprodutiva que será utilizada. “O produto deve ser aplicado junto com a IA, IATF e FIV. Ele age no reconhecimento materno, ajudando o útero a receber o sêmen dos touros, aumentando assim a possibilidade de concepção de prenhez”, destaca Marcelo Roncoletta, responsável técnico da empresa.

Na IA, o produto é carregado em uma pepita francesa, idêntica ao de uma dose de sêmen convencional. O profissional deve inseminar a vaca normalmente e logo em seguida aplicar o Tolerama. A única exigência é não tirar a mão do reto no intervalo entre os dois. Já no caso da FIV, o produto deve ser envasado na palheta do embrião, substituindo uma coluna do meio pela solução.

Na prática – O produto foi testado por seis anos em um grupo de 20 fazendas em algumas das principais regiões produtores do país: PA, TO, MS, MT, MG e SP. O estudo acompanhou 4.193 matrizes de várias raças de corte e leite, com o produto sendo aplicado em metade do rebanho.

As fêmeas que foram tratadas registraram taxa de prenhez 10% superiores às das matrizes que não foram. Na divisão por categorias, os resultados mais significativos foram observados nas fêmeas jovens. “As novilhas foram as que mais responderam ao produto, registrando diferença de 18% em relação às não tratadas”, destaca Roncoletta.

A diferença de taxa de prenhez nas primíparas tratadas em relação às não tratadas foi de 9%, enquanto a das multíparas foi de 10,5%. Em números gerais, as 2.000 fêmeas tratadas geraram 240 prenhezes a mais do que as que não receberam o produto.

Roncoletta destaca ainda que existem inúmeros fatores que podem influenciar nos resultados, como o touro, raça, clima da propriedade e, principalmente, o profissional encarregado da inseminação. “Ainda estamos levando os dados para saber quais os principais pontos de interferência nos resultados do produto”, acrescenta.

O Tolerama aguarda aprovação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e deve chegar ao mercado no segundo semestre deste ano. No entanto, a Inprenha ainda não sabe como deve comercializar o produto. A empresa acena com a possibilidade de parceria; receberia dos produtores parceiros um percentual dos ganhos com a utilização do produto.

Fonte: Portal DBO

O sistema C-Tech é disponibilizado em duas modalidades: Compra ou Locação.

Na modalidade de locação (Full Monitoring) o Sistema C-Tech HealthyCow juntamente com as Coleiras são disponibilizados em comodato de acordo com o
número de animais monitorados. Esta modalidade de compra ainda inclui o acompanhamento remoto por uma equipe de consultores.

Na modalidade de Compra (System Aquisition) o cliente adquire o Sistema C-Tech HealthyCow, juntamente com as coleiras.


Solicitar orçamento
Parceiros